top of page

Qual varejo está em crise?

Aqueles que me perguntam “Como está o varejo?” se acostumaram a receber de volta a pergunta: “Qual varejo?”


Na prática, existem vários varejos.


Apenas para citar alguns, na minha concepção:

  1. Temos as redes bem estruturadas, com acesso a recursos de caixa e operações adequadas ao momento atual, que vão ocupar espaços, agora mais do que nunca;

  2. Temos as redes com problemas internos e de caixa, que tendem a travar ou até entrar em colapso;

  3. Temos, talvez, 20% dos pequenos e médios lojistas que já entenderam o novo jeito de vender e estão fazendo o que precisa ser feito. Esses estão bem, porque o mercado continua com espaços para os bons;

  4. Temos talvez uns 30% que já entenderam as mudanças, mas que não vão conseguir fazer tudo o que precisa ser feito, por problemas internos;

  5. E talvez a metade dos varejistas não conseguem ou não querem entender nem mudar nada. Esses vão sumindo aos poucos e silenciosamente.

Assim é o processo de renovação do mercado que se impõem nesse momento, comandado pelos consumidores, que tendem a escolher as lojas que conseguem fazer o melhor para eles, consumidores.


Penso que o varejo parece não estar em crise.


Algumas lojas, sim, podem estar em crise, na maioria dos casos de caixa e de competência, geralmente provocadas por elas mesmas. Algumas também entram em crise com a ajuda do seu segmento, como móveis, por exemplo.


Em resumo: O mercado ainda é enorme e está aí, para quem estiver preparado.

Comments


Posts Recentes
bottom of page